Do direito de não ficar bonita

mean girls halloween

Se você já assistiu Meninas Malvadas deve se lembrar da cena em que a personagem da Lindsay Lohan é convidada pra uma festa de Halloween. Tolinha, nem sabia da “slut rule”, segundo a qual essa é a única ocasião em que as meninas são liberadas pra usar a roupa de “vagabunda” que quiserem, sem julgamentos.

Pra ela ainda valia o óbvio, Halloween é uma festa em que o legal é se vestir de forma assustadora. Daí que ela apareceu como na foto acima, o que deixou suas novas “amigas” indignadas.

Eu já passei por uma situação parecida nos Halloweens de 96 e 97. No primeiro eu tinha 11 anos e nenhuma pretensão de ficar bonita (ou “slutty”). Fui fantasiada de Morte, com direito a foice, roupa preta com capuz, muita minâncora na cara e sombra escura debaixo dos olhos. Meu primo de 2 anos saiu correndo e chorando quando me viu, um sucesso.

No ano seguinte eu já estava nessa bobagem de parecer mais “mocinha” (mas não “slutty”). Minha fantasia foi um conjunto preto de saia e blusa de chamois (tecido modinha nos anos 90, pode pesquisar), meia calça, alguma maquiagem e um crucifixo. A ideia era parecer uma das moças do Jovens Bruxas, filme muito popular naquele tempo. Mas quer saber? Acho que me diverti mais no ano em que fui de Morte.

craft1
Garotas radicais que adoravam o demonho, tudo o que a gente queria ser em 1997

Infelizmente não tenho fotos de nenhuma das duas fantasias. Mas o que eu estou querendo dizer é que esse negócio de se embonecar tem lá seu preço, às vezes a gente perde outras coisas.

Pense naquela foto com pessoas legais, de um dia ótimo, mas que você não quis compartilhar em rede social porque se achou feia ou gorda. Ou quando deixou de usar uma roupa divertida porque ela te deixava esquisita. Ou ainda quando desistiu de um corte de cabelo mais ousado porque todo mundo achava que isso acaba com o rosto de qualquer mulher.

Uma hora cansa. É como quando se é criança e a mãe coloca o vestido mais bonito na gente, com aquela advertência de não mexer e não sujar. Quando tudo o que você queria era chafurdar na lama com os outros pequenos selvagens.

Existe um motivo pra que atrizes lindas que fazem papel de feias acabem com Oscar na mão. É uma recompensa pelo suposto extremo esforço, e inenarrável sofrimento, de deixar serem vistas naquelas circunstancias.

Monster
Como não premiar a Charlize Theron depois que ela ficou desse jeito?

Mas existe vida além de ser penduricalho do mundo, gente.

Eu nem vou entrar nessa questão de ditadura da beleza, se maquiagem é um negócio bom ou ruim, se quem é vaidosa é menos feminista, etc. Eu não acho que cuidar da aparência torne ninguém infeliz, a menos que isso signifique deixar de fazer o que se tem vontade.

E se a sua vontade envolve ficar tosca, “baranga”, bizarra ou só meio estranha, pelamordedeus, faça isso. Você sempre pode deixar pra ser bonita outro dia.

image
Foto que postei hoje no instagram e que motivou toda essa reflexão